IMPLANTES DENTÁRIOS

Dois mil anos atrás, Egípcios das classes superiores tentaram substituir seus dentes perdidos pelos dentes dos escravos e dos pobres. Desde então, pessoas continuaram buscando um caminho para repor segura, permanente e naturalmente seus dentes perdidos.


Nos anos 50, Dr. Per-Ingvar Branemark, um cirurgião ortopédico sueco, descobriu que quando o titânio é implantado no osso, as duas substâncias fundem com segurança. Desta descoberta revolucionária, conhecida como “osseointegração”, nasceu o conceito de implantes dentários – a solução duradoura para o problema de reposição de dentes perdidos.


Hoje, após 50 anos de pesquisas e mais de 20 anos de implantes bem sucedidos, implantes dentários são frequentemente a melhor alternativa para reposição de dentes perdidos. Nos Estados Unidos por si só, Cirurgiões Bucomaxilofaciais realizam mais de 500.000 implantes dentários por ano e esse número está crescendo exponencialmente à medida que pacientes aprendem sobre os diversos benefícios dessa alternativa duradoura de reposição de dentes.


IMPLANTES DENTÁRIOS - O QUE SÃO E COMO FUNCIONAM?

Implantes dentários são usados para ancorar 1 único dente, vários dentes ou todos os dentes. Um típico implante dentário para reposição de 1 único dente, consiste em 3 partes; cada qual cumprindo o seu papel no processo. O implante em si, geralmente é um suporte de titânio que seu Cirurgião Bucomaxilofacial coloca cirurgicamente no osso de seu maxilar. Nos 2 aos 6 meses seguintes, o implante fundirá com segurança ao osso de seu maxilar para formar uma base segura e imóvel encima da qual os 2 outros componentes, o pilar de fixação e a prótese ou coroa, serão colocados. O pilar de fixação se conecta à porção do implante que está logo acima da gengiva. Formando uma plataforma para a coroa, que é cuidadosamente moldada e colocada sobre o pilar de fixação pelo protesista ou dentista de restauração.


Em geral, a coroa não é adicionada até que o implante e o osso do maxilar tenham fundido. Há casos, no entanto, particularmente em situações onde existem considerações estéticas, que uma coroa temporária seja colocada sobre o pilar protético durante a cirurgia. Seu Cirurgião Bucomaxilofacial lhe informará se esse procedimento é adequado para você.


implante


TODOS POR UM E UM POR TODOS

Se você está repondo diversos dentes da mesma área ou todos os dentes, seu Cirurgião Bucomaxilofacial talvez coloque 2 ou mais implantes para ancorar com segurança uma prótese fixa ou removível. Essas próteses acoram aos implantes para formar uma ligação estável e imóvel permitindo que o paciente fale claramente, coma com vontade e sorria livremente – como se ele ou ela tivesse dentes naturais.


QUEM PRECISA DE IMPLANTES DENTÁRIOS?

Geralmente, com excessão de crianças em crescimento, implantes dentários podem melhorar a qualidade de vida de quase todos que perderam 1 ou mais dentes. Pessoas de todas as idades podem se beneficiar dos implantes dentários. Muitos Cirurgiões Bucomaxilofaciais podem apontar pacientes em seus 80s e 90s anos cujos tratamentos com implantes dentários tenham sido um sucesso. Além disso, indivíduos com condições médicas pré-existentes ou outras preocupações de saúde, incluindo o que segue, são bons candidatos para implantes.


CONDIÇÕES MÉDICAS

Se você pode adotar uma rotina reservada para o tratamento dentário, você geralmente pode receber um implante. Enquanto precauções são aconselháveis para determinadas condições, até mesmo pacientes com doenças crônicas como pressão sanguïnea alta e diabetes, geralmente são candidatos bem sucedidos para implantes dentários.


DOENÇA DA GENGIVA OU DENTE PROBLEMÁTICO

Quase todos os implantes foram colocados com altas taxas de sucesso em pacientes que tenham perdido seus dentes ou tenham doença ou enfraquecimento periodontal (gengiva).


DENTADURAS TOTAIS OU PARCIAIS

Implantes dentários podem repor pontes fixas ou dentaduras removíveis, ou podem ser usados para estabilizar e segurar dentaduras removíveis, tornando-as muito mais confotáveis.


FUMANTES

Apesar de fumantes diminuirem a taxa de sucesso dos implantes, não elimina a possibilidade de adquiri-los.


PERDA ÓSSEA

Perda óssea é comum para pessoas que tenham perdido dentes ou tiveram doenças periodontais. Cirurgiões Bucomaxilofaciais são treinados e experientes em enxertar ossos para colocar implantes dentários com segurança.


Implantes Dentários lhe dão capacidade para comer e saborear suas comida prediletas sem restrições e permitem que você fale clara e confiantemente sem barulhinhos constrangedores ou dentaduras escorregadias.


Reposição de dente por implante em crianças, gerealmente é deferido porque os ossos de seus maxilares ainda estão em crescimento e o implante, uma entidade fixa, não crescerá com o osso.


No entanto, existem excessões, e algumas crianças, como aquelas submetidas a procedimentos ortodônticos, podem ser candidatas aos implantes dentários. O dentista ou ortodontista de sua família ajudará você a determinar se implante dentário é adequado para sua criança.


BENEFÍCIOS DOS IMPLANTES DENTÁRIOS

Se você não está familiarizado com implantes dentários ou talvez tenha pensado que são similares à pontes fixas tradicionais e dentaduras removíveis, poderá se surpreender com os benefícios ímpares que oferecem em qualidade de vida. Não só os implantes dentários parecem, sentem e desempenham como seus dentes saudáveis e naturais, como também ajudam proteger sua saúde bucal reduzindo a perda óssea que frequentemente acompanha o uso de dentaduras convencionais que repousam sobre a linha da gengiva. Implantes dentários possibilitam que você coma e aproveite o alimento que quiser sem restrições e permite que você fale com clareza e confiança sem barulhinhos constrangedotes ou dentaduras escorregadias.


implante



implante


ASSISTÊNCIA PARA IMPLANTES E PREVENÇÃO DE PERDA ÓSSEA

A densidade do osso do maxilar é preservado e mantido pela presença de dentes naturais. Quando 1 ou mais dentes são perdidos por doenças da gengiva, enfraquecimento dos dentes, acidentes ou outros incidentes, o osso atrofia com o tempo. Na área dos dentes perdidos, tanto as pontes fixas como as dentaduras removíveis repousam sobre o topo da linha da gengiva e não fazem nada para preservar e manter o osso do maxilar. Ocorrendo a perda óssea, a ponte fixa ou a dentadura removível não se encaixam mais corretamente. Pacientes com pontes fixas podem encontrar problemas de higiene frequentemente associados com essas próteses, enquando pacientes com dentaduras removíveis podem ser incomodadas com barulhinhos e dentaduras escorregadias. Implantes dentários, no entanto, são colocados e fundem com o osso do maxilar para formar uma ligação duradoura que mantém e preserva a desidade do osso da mesma maneira que os dentes saudáveis e naturais.


PREVINE FERIMENTOS AOS DENTES ADJACENTES

Até a chegada dos implantes dentários, a ponte fixa foi a solução convencional para a reposição de 1 único dente perdido. Infelizmente, a ponte fixa designada para repor 1 dente, impacta 3 dentes; o dente substituído e os dentes de cada lado, usados para ancorar a ponte. Esses dentes adjacentes devem ser cortados para que a ponte seja cimentada com segurança. Pelo fato do implante dentário ser fundido ao osso do maxilar, é desnecessário envolver dentes adjacentes saudáveis.


BENEFÍCIOS EM ESTILO DE VIDA

Encaixes pouco firmes, dificuldades para comer alimentos favoritos e aparências artificiais geralmente fazem com que os pacientes que usam dentaduras removíveis ou pontes fixas, se queixem que os utensílios façam-nos parecer e sentir mais velhos do que realmente são.

Em contraste, implantes dentários duradouros e de aparência natural, geralmente são indistinguíveis dos dentes naturais e proporcionam aos pacientes mais autoconfiança.


O PROCEDIMENTO DE IMPLANTE DENTÁRIO É RESULTADO DE UM ESFORÇO EM EQUIPE

O procedimento do implante dentário é resultado de um esforço em equipe que inclui o paciente, o Cirurgião Bucomaxilofacial que coloca o implante cirurgicamente e o dentista de restauração que cria e coloca a coroa depois que o side tenha sido curado e coordena os diversos aspectos do procedimento.

O processo começa quando o paciente visita o dentista de restauração para discutir as alternativas de tratamento para um dente quebrado, perdido ou que será extraído em breve. Geralmente o paciente tem diversas opções:


FAZER NADA

Essa é a alternativa mais menos recomendada sendo que os dentes por trás do dente perdido podem eventualmente se movimentar para dentro dos espaços não preenchidos podendo desenvolver doença periodontal. Com o tempo pode haver perda óssea na área do dente perdido.


PONTE FIXA

Uma ponte fixa pode exigir o corte de dentes adjacentes saudáveis que talvez precisem ou não ser restaurados no futuro. Perda óssea e recorrente enfraquecimento podem ocorrer embaixo da ponte fixa porque não há realmente um dente no lugar para manter a área. Mais adiante, poderá haver custos futuros para repor a ponte 1, 2 ou mais frequentemente durante a vida do paciente. Geralmente, uma ponte fixa deve ser substituída a cada 7 ou 15 anos.


DENTADURA PARCIAL REMOVÍVEL

A dentadura parcial removível pode contribuir para perda de dentes adjacentes e perda de densidade do osso. Estudos mostram que dentro de 5 a 7 anos, ocorre uma taxa de 30% de fracasso nos dentes localizados próximos à dentadura parcial removível. Assim como com pontes fixas, dentaduras parciais removíveis precisam ser substituídas a cada 7 ou 15 anos.


IMPLANTES DENTÁRIOS

De todas as alternativas disponíveis ao paciente, implantes dentários são frequentemente a melhor alternativa de tratamento e a solução para a escolha de reposição de dentes perdidos. Implantes não colidem com dentes adjacentes e nem conduzem à perda óssea. De modo geral, implantes dentários raramente precisam de reposições uma vez que tenham fundido ao osso. Quando a decisão pelos implantes dentários tenha sido tomada, a equipe do implante é reunida e o processo do implante dentário começa.


EXAME / CONSULTA

Um exame oral completo e consulta médica realizada pela equipe odontológica responsável pelo tratamento do implante, são necessários para garantir que você seja um candidato para implantes dentários. Durante o exame, lhe pedirão um histórico médico completo. Não deixe de fornecer informações completas, incluindo qualquer problema de saúde, alegrias ou medicações que esteja tomando. Seu exame poderá incluir diversos raios-x e outros testes para diagnósticos, como um CT scan, para fornecer informações essenciais sobre o osso do maxilar e sua anatomia, e para auxiliar no desenvolvimento do plano de seu implante dentário. Você é um membro importante da equipe e todos os aspectos de seu caso serão discutidos com você antes que os procedimentos sejam agendados.


PREPARANDO-SE PARA CIRURGIA DE IMPLANTE

As dicas a seguir ajudarão você a ser preparar para a consulta de sua cirurgia de implante:


ROUPAS

Vista roupas soltas e confortáveis com mangas que podem ser facilmente levantadas. Se anestesia intravenosa ou sedação deverá ser administrada, mangas apertadas podem dificultar.


TRANSPORTE

Se anestesia intravenosa é usada, programe-se para que alguém lhe acompanhe à sua consulta para a cirurgia, leve você de volta para sua casa após a cirurgia e fique com você até que os efeitos da anestesia tenham desaparecido completamente. Você poderá ficar sonolento por um tempo após a anestesia e dirigir pode ser perigoso.


DIETA

Se anestesia intravenosa ou sedação for administrada, lhe será pedido que evite beber líquidos antes da cirurgia.


MEDICAÇÕES

Mantenha-se fiél a qualquer itinerário de medicação prescrito pelo seu Cirurgião antes da cirurgia.


ANESTESIA

A maior parte das cirurgias de implantes são realizadas no consultório do Cirurgião Bucomaxilofacial. Uma vez que a colocação dos implantes dentários seja um procedimento cirúrgico, algum desconforto pode ocorrer. Felizmente Cirurgiões Bucomaxilofaciais são especificamente treinados e experientes na administração de anestesias locais e intravenosas e no tratamento de ansiedade. Eles recebem vasto treinamento em anestesia do começo ao fim de seus 4 ou mais anos de residência hospitalar e são capazes de fornecer o anestésico mais apropriado para você.

Durante a cirurgia, uma ou mais das seguintes alternativas, é usada para controlar dor e ansiedade: anestesia local que adormece a área cirúrgica; óxido nitroso e oxigênio (às vezes chamado de "gás hilariante") para fornecer analgesia; sedação intravenosa para relaxamento e anestesia geral que o coloca para domir. Seu Cirurgião irá discutir completamente o tipo de anestesia que é mais apropriada para você e você pode estar certo que todo esforço será feito para minimizar sua ansiedade e desconforto durante e após a cirurgia.


implante


CIRURGIA - FIXAÇÃO DO IMPLANTE DENTÁRIO

No dia do procedimento do implante, seu Cirurgião Bucomaxilofacial irá cirurgicamente colocar os suportes, ou implantes, no osso do maxilar. A colocação dos implantes dentários deve ser feita em 1 ou 2 etapas.

Na Etapa 1, os implantes são colocados no osso do maxilar. Depois de você ser anestesiado, seu Cirurgião Bucomaxilofacial fará a incisão no tecido da gengiva e colocar um orifício precisamente medido no osso onde o implante será inserido.

Os implantes são inseridos nos orifícios, o tecido da gengiva é reposicionado encima e ao redor dos implantes e suturas (pontos) são colocadas. Dependendo de sua situação, seu Cirurgião Bucomaxilofacial poderá colocar pilares curativos de fixação que irão minimizar saliências pelo tecido da gengiva. Em casos especiais, pilares protéticos poderão ser colocados juntamente com coroas provisórias ou temporárias. O tempo necessário para cirurgia de implantes pode variar. Logo após a cirurgia você deverá passar algum tempo em recuperação antes de ir para casa.

Na Etapa 2, que ocorre depois que a integração óssea está completa, o implante é descoberto e uma capa especial, chamada de pilares curativos de fixação, é anexada ao implante. Depois que o tecido da gengiva tenha tido tempo adequado para cura, os pilares curativos de fixação são removidos. Pilares protéticos são colocados nos implantes e o dentista de restaurações toma as impressões para a cora final or próteses. Na maior parte dos casos, as etapas 1 e 2 podem ser realizadas em uma única consulta.


CIRURGIA DE IMPLANTE - ETAPA 2

Expondo o Implante
Colocando Capa Especial Chamada Pilares Curativos de Fixação
Colocando o  Pilar de Fixação Final


implante


implante


APÓS CIRURGIA

Imediatamente após a cirurgia, talvez lhe seja pedido que morda alguma gaze para cessar qualquer sangramento, e uma bolsa de gelo poderá ser usada durante as primeiras 24 horas para ajudar reduzir inchaço. Talvez haja algum inchaço e descoloração da pele na área da cirurgia de implante.

Medicação prescrita pelo seu Cirurgião Bucomaxilofacial vai ajudar a aliviar seu desconforto, e você deverá ser capaz de retomar atividades normais dentro de 3 a 5 dias. Seu Cirurgião talvez também prescreva antibióticos. Espere pequeno sangramento no dia da cirurgia, mas comunique sangramento excessivo ao seu Cirurgião imediatamente.


Durante esse período, seu Cirurgião Bucomaxilofacial poderá recomendar que você siga uma dieta suave que não deposite indevida tensão em seus novos implantes. Ele também lhe dará instruções importantes para limpar sua boca. Se você tem usado uma dentadura, o Cirurgião ou dentista de restauração poderá colocar um forro suave nela para que você possa usá-la confortavelmente durante o período de recuperação, ou será necessário deixá-la de lado por um curto período de tempo. Se espaços deixados por dentes perdidos devam ser preenchidos enquanto a recuperação acontece, dentes temporários que parecem naturais, podem ser feitos. Suturas colocadas durante a cirurgia irão dissolver ou você precisará retornar ao seu Cirurgião Bucomaxilofacial para removê-las.


Durante os próximos meses, os implantes dentários irão fundir ao osso do maxilar através do processo de integração óssea. Geralmente, coroas ou próteses serão conectados aos implantes durante esse período. Porém, em determinadas situações, uma coroa temporária deverá ser colocada sobre o implante enquanto a integração óssea está acontecendo. Seu Cirurgião Bucomaxilofacial irá informá-lo se você é um cadidato para esse procedimento.


A COROA OU PRÓTESE FINAL

Depois que o implante tenha sido fundido ao osso do maxilar e os tecidos de sua gengiva tenha sido completamente curados, você está pronto para visitar seu dentista de restauração que começará a fabricar seu novo dente artificial. O dentista de restauração irá tirar impressões dos registros de sua boca e sua mordida para gravar a maneira que seus maxilares se encaixam.


Isso será usado para fazer moldes de seus maxilares e de qualquer outro dente remanescente. Seus dentes artificiais serão criados com base nesses moldes.


Dentes artificiais, chamados de “restaurações” ou “próteses”, são removíveis, fixos ou uma combinação de ambos. Uma prótese removível é similar à dentaduras convencionais ou parciais. Dentes artificais e tecido da gengiva são montados sobre uma armação de metal, que se conecta ao pilar de fixação do implante. Como dentaduras convencionais, podem ser removidos da boca para limpeza, mas a nova prótese removível tem a vantagem de ser presa ao pilar de fixação do implante por clipes, ímãs ou outros dispositivos que seguram-na firmemente no lugar, fazendo com que seja incapaz dela escorregar ou trincar.


Independente do tipo de prótese que você esteja recebendo, seu dentista de restauração tomará extremo cuidado e usará técnicas de estética que resultarão em um produto final que pareça, sinta e desempenhe como seus dentes saudáveis e naturais. Esse é um verdadeiro motivo para sorrir!


implante


RISCOS E COMPLICAÇÕES CONHECIDOS

Em geral, cirurgia de implante dentário tem uma taxa de 95% de sucesso mas, como qualquer procedimento cirúrgico, determinados efeitos colaterais ou complicações são possíveis. Você deve ter consciência disso antes de sua cirurgia de implante dentário. Seu Cirurgião Bucomaxilofacial responderá à qualquer pergunta que você tenha a respeito dos seguintes possíveis riscos:


  1. 1)Inchaço é uma reação normal a qualquer procedimento cirúrgico. O volume do inchaço depende da extensão da cirurgia. Um inchaço normal deve variar entre 48 e 72 horas, e então dimunir gradualmente. Se o inchaço piorar depois de 72 horas, contate seu Cirurgião Bucomaxilofacial.

  2. 2)Hematomas desenvolvem-se ocasionalmente em áreas próximas à área cirúrgica. Qualquer descoloração decorrentes dos hematomas devem desaparecer após diversos dias da cirurgia.

  3. 3)Desconforto suave a moderado poderá ser experimentado durante 24 a 72 horas logo após a cirurgia, e medicação para dor poderá ser necessária. Se persistir dor intensa e não for aliviada pela medicação prescrita, contate seu Cirurgião Bucomaxilofacial.

  4. 4)Trismo ou rigidez dos músculos do maxilar poderá ser causado por inchaço logo após a cirurgia. Diminuindo o inchaço, o trismo deve desaparecer.

  5. 5)Infecção é muito rara logo após a cirurgia de implante, mas ocasionalmente uma infecção pode ocorrer. Se febre, inchaço persistente, dor ou drenagem desenvolverem-se logo após a cirurgia, contate seu Cirurgião Bucomaxilofacial imediatamente.

  6. 6)Apesar de rara, existe a possibilidade de um implante falhar. Isso pode ser causado por uma porção de fatores, incluindo o fracasso da fusão do implante com o osso, limpeza ou manutenção inadequada por parte do paciente, muita pressão mecânica sobre o implante ou por fumo de tabaco ou consumo excessivo de álcool.

  7. 7)Lesões podem ocorrer aos dentes adjacentes e raízes, obturações ou pontes.

  8. 8)Perda ou alteração da sensação do nervo, resultando em entorpecimento ou uma sensação de formigamento no lábio de baixo, língua, bochecha, queixo, gengiva ou dentes é raro mas pode ocorrer se implantes forem colocados na mandíbula (maxilar inferior) e um nervo próximo for irritado. Tipicamente isso é temporário, embora em casos muito raros isso possa ser permanente.

  9. 9)Complicações no sinus, como drenagem ou dor (sinusite), pode raramente ocorrer se implantes são colocados na maxila (maxilar superior) adjacente ao sinus. Isso pode ou não exigir tratamento mais adiante, mas qualquer sintoma do sinus deve ser comunicado ao seu Cirurgião Bucomaxilofacial.

  10. 10)Sangramento pode ocorrer logo após qualquer tipo de cirurgia, mas deve ser facilmente controlado e consiste em gotejo ocasional durante as primeiras 24 a 48 horas. Nas raras circunstâncias que o sangramento é excessivo ou prolongado, contate seu Cirurgião Bucomaxilofacial.

  11. 11)Dor na ATM (articulação do maxilar) or funções anormais é raro logo após a cirurgia de implante, mas pode ocorrer. Se acontecer, novo tratamento poderá ser necessário.

  12. 12)Perda de osso é raro, mas pode ocorrer ao redor do implante se higiene apropriada não for mantida ou se pressão em excesso for colocada sobre o implante.

  13. 13)Fratura do maxilar - Em casos muito raros, colocação de implantes na mandíbula (maxilar inferior) pode temporariamente enfraquecer o osso do maxilar, resultando em fratura, particularmente se o maxilar for estreito. Raios-x revelarão a localização da fratura e seu Cirurgião Bucomaxilofacial poderá tratar o problema.

MANTENDO SEUS IMPLANTES E RESTAURAÇÕES

Seu Cirurgião Bucomaxilofacial e dentista de restauração programará visitas para check-ups periódicos para garantir que seus maxilares estejam saudáveis e os implantes e próteses estejam funcionando corretamente. Tão importante como cuidado profissional, no entanto, é o seu cuidado pessoal.


Para garantir muitos anos de serviço de seus implantes dentários, pratique higiene oral meticulosa de acordo com as instruções providenciadas pelo seu dentista e higienista.

Pilares de fixação, abaixo da prótese, dentes artificiais e tecido da gengiva devem ser mantidos limpos. Subsídios para assistência domiciliar, como escovas especiais e suportes para fio dental, ajudarão você a realizar isso. Se você não manter seus implantes e próteses limpos, seus implantes podem falhar.


Fumar e consumo de álcool em excesso, assim como mastigar alimentos rígidos como gelo e balas, pode danificar seus implantes ou fazer com que falhem.


Enquanto não há 100% de garantia de sucesso, com planejamento cuidadoso pelos seus Cirurgião e dentista de restauração antes da cirurgia e auto manutenção apropriada, você pode esperar muitos anos de utilidade de seus implantes dentários. Na verdade, artigos atuais relatam que a vasta maioria dos implantes colocados há 20 ou mais anos atrás, ainda estão em serviço, funcionando normalmente. Milhares de pessoas têm re-descoberto a alegria de comer corretamente, falar claramente e rir confortavelmente através da utilização dos implantes dentários.


OBSERVAÇÃO: as imagens legendadas que ilustram este texto são obtidas de folders da American Association of Oral and Maxillofacial Surgeons.